ÚLTIMAS NOTÍCIAS


Nesta segunda-feira,7, começou em todo o país a Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo 2019. A campanha é a estratégia adotada pelo Ministério da Saúde para tentar interromper a circulação do vírus do sarampo no país e proteger os grupos mais acometidos pela doença. De acordo com a estratégia adotada pelo Ministério da Saúde, a campanha será “seletiva”, ou seja, a vacinação será para pessoas que façam parte do público-alvo e que não tenham sido vacinadas anteriormente ou que não estejam com a situação vacinal em dia.

Primeira etapa
Serão duas etapas de campanha. Em Laranjeiras do Sul, primeira acontece de 7 a 25 de outubro, de segunda a sexta-feira, nas 7 unidades de saúde do município. No dia 19 de outubro, sábado, haverá o dia D, em que todas as unidades vão abrir para a intensificação da vacinação. Nesta primeira etapa da campanha, o público-alvo são as crianças de 6 meses a menores de 5 anos.

Segunda etapa
A segunda etapa da campanha acontece de 18 a 30 de novembro, de segunda a sexta-feira, nas 6 unidades de saúde de Laranjeiras do Sul. O dia D será no dia 30 de novembro, sábado, em que todas as unidades vão abrir para a intensificação da vacinação. Nesta segunda etapa, o público-alvo são os jovens adultos de 20 a 29 anos de idade.

Esquema vacinal
De acordo com o calendário de rotina do Ministério da Saúde, crianças, adolescentes e adultos de até 29 anos devem ter duas doses da vacina contra o sarampo, feitas após 1 ano de idade. Adultos de 30 a 49 anos devem ter pelo menos uma dose, feita após 1 ano de idade.
A vacina é contraindicada para menores de seis meses, gestantes, pacientes imunodeprimidos ou com histórico de reação alérgica grave, após dose prévia ou após contato com as substâncias que compõem a vacina. Recomenda-se também um intervalo de 30 dias após a vacina para as mulheres tentarem engravidar.
O sarampo é uma doença infecciosa, transmissível e extremamente contagiosa, podendo evoluir com complicações e óbitos, a vacina é a única maneira de realizar a prevenção contra essa doença. Importante que em caso de dúvida a população deve procurar a unidade de saúde mais próxima de sua residência.


Fonte: Assessoria de imprensa de Laranjeiras do Sul
Postado por Jefferson Silva - Data: 09/10/2019