ÚLTIMAS NOTÍCIAS

A Cooprossel em parceria com a Universidade Federal da Fronteira Sul Campus de Laranjeiras do Sul, tem proporcionado aos acadêmicos programas visam à difusão do conhecimento na região. Essa parceria tem dado muito certo, inclusive nesse ano alguns trabalhos de conclusão de curso foram apresentado a banca examinadora da UFFS, afim de conclusão do curso de agronomia e ainda outros estão sendo executados. Um dos projetos que já foram apresentados  envolveu estudos na cultura do feijão, a qual, é uma cultura difundida em todo o território brasileiro, sendo de grande importância na dieta alimentar da população.

Esse trabalho que foi feito na Unidade de Beneficiamento de Sementes da Cooperativa (UBS) teve como objetivo avaliar a utilização do baixo oxigênio no armazenamento de sementes de feijão. O experimento contou com 4 tratamentos sob diferentes concentrações de gases no ambiente. Ele foi feito pelo acadêmico Charles Bronson Gdak, e defendido o TCC na última sexta-feira (06/12).
 
 
Projeto: Armazenamento de  sementes de feijão (phaseolus vulgaris) sob atmosfera de fluxo contínuo com baixo oxigênio
 
As sementes de todos os tratamentos foram armazenadas durante 116 dias. Avaliou-se as características das sementes através dos parâmetros germinação, condutividade elétrica, umidade em base seca, peso de mil grãos, envelhecimento acelerado, índice de velocidade de emergência e teste tetrazólio. Os testes foram realizados no inicio do armazenamento, após 116 dias, na saída da câmara e 7 dias após 20ºC.

Conclusões
Comparando os resultados, no teste de Tukey a 5% de probabilidade de erro, observou-se que a germinação não apresentou diferença estatística entre os tratamentos, porem para os parâmetros índice de velocidade de emergência, condutividade elétrica, envelhecimento acelerado e teste de tetrazólio se obteve diferença, onde os tratamentos armazenados com baixo oxigênio apresentaram os melhores resultados. Dessa forma, de acordo com os resultados obtidos no trabalho, o armazenamento sob atmosfera de fluxo contínuo com baixo O2 é uma alternativa viável e eficiente para manter o vigor das sementes de feijão.

Considerações Finais do TCC
O armazenamento sob atmosfera de fluxo contínuo com baixo oxigênio garante a manutenção da qualidade fisiológica das sementes de feijão.
A baixa concentração de oxigênio no ambiente é favorável á manutenção da germinação e do vigor das sementes, gerando plântulas normais com rápido e homogêneo crescimento.
O tratamento com a concentração de <1,0 kPa O2 + >10 kPa CO2  sem  controle de temperatura foi o que conservou melhor as características físicas e fisiológicas das sementes.(Trabalho de Conclusão de Curso - UFFS - Charles Bronson Gdak - Orientação  Prof. Dr. Josuel Alfredo Vilela Pinto)

 
De acordo com o pesquisador Charles Bronson Gdak do curso de agronomia, as sementes da cultivar IPR Tuiuiú  foram fornecidas pela Coprossel e os tratamentos foram acondicionados na UBS da cooperativa. “ Essas sementes ficaram sob observação durante quatro meses, para chegarmos a algumas conclusões de acordo a proposta da pesquisa”, declarou o estudante.


Fonte: Jefferson Silva RCA - Charles Bronson Gdak
Postado por Jefferson Silva - Data: 13/12/2019

Arquivos Relacionados a Notícia