ÚLTIMAS NOTÍCIAS

É na região do Vale do Rio Pardo que cerca de metade do tabaco colhido no Rio Grande do Sul é produzido. Feitos de forma manual, plantio e colheita ficam a cargo de famílias em pequenas propriedades rurais.
Os pequenos produtores dão preferência ao fumo por conta do espaço físico: segundo agricultores da região, é uma monocultura que não demanda de tantos hectares e possibilita renda boa. Por isso, cerca de 25 mil famílias cultivam tabaco na região Centro-Serra do Rio Grande do Sul.
Mas na região do Vale do Sol, o tempo não colaborou com a safra. A chuva e o granizo que atingiram a localidade ocasionaram a perda de cerca de 20% do tabaco. Segundo a Associação do Fumicultores do Brasil, somente neste safra 16 mil produtores registraram perdas nas lavouras por causa do mau tempo.
Ainda assim, a previsão é que sejam colhidas no estado 270 mil toneladas de tabaco. Na safra passada a produção chegou a 320 mil. Já a expectativa de lucro gira em torno de R$ 160 mil – 25% a menos do que no último ano, estimam produtores.


Fonte: G1
Postado por Jefferson Silva - Data: 18/12/2019

Arquivos Relacionados a Notícia